Publicidade

Publicidade
ÚLTIMA HORA

Ampliação da aviação regional está entre prioridades do Ministério do Turismo

Foto: Reprodução
Com o objetivo de fomentar 30 rotas turísticas estratégicas no País, o programa federal Investe Turismo vai aplicar R$ 200 milhões em destinos que deverão desenvolver também a aviação regional, segundo o ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio. Ele apresenta hoje, em Fortaleza, seminário sobre o programa federal e seus efeitos sobre a “Rota das Emoções”, que inclui sete municípios do Ceará, seis do Maranhão e quatro do Piauí.

Quanto do programa será aplicado no Ceará?  

Não haverá repasse direto desses recursos para os 158 destinos incluídos nas 30 rotas turísticas estratégicas que serão trabalhadas nesta primeira etapa do programa. No entanto, os municípios cearenses também serão beneficiados. São iniciativas que contemplam ações de fortalecimento da governança dessas rotas, melhoria de serviços e atrativos turísticos, atração de investimentos e apoio à comercialização e marketing turístico. As medidas compõem um amplo pacote de ações, cujo objetivo é acelerar o desenvolvimento, gerar empregos, aumentar a qualidade da oferta e incentivar a competitividade dessas rotas. 

O Ceará tem dado mostras que essa aposta no turismo é o movimento correto a ser feito. Tanto que, de acordo com a última Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Estado registrou a maior alta das atividades turísticas do País: um crescimento de 10% nos últimos 12 meses, enquanto o Brasil cresceu 3,3%. 

Como será feita a aplicação desses recursos? 

Apesar de o programa ser um acordo entre Ministério do Turismo, Sebrae e Embratur com gestão compartilhada, caberá ao Sebrae a execução do orçamento. Parte já foi repassado pelo Sebrae nacional para suas unidades locais e a outra parte será executada diretamente pelo Sebrae Nacional.</MC><MC1> Vale ressaltar que esse é o primeiro passo. Nada impede que outros municípios e rotas sejam inseridos no futuro. 

Há algum incentivo à aviação regional? 

A aviação regional, assim como toda a cadeia de serviços do turismo, certamente será impactada pelas ações que estão sendo desenvolvidas de maneira coordenada. A ampliação da conectividade e da competitividade do setor aéreo no País, aliás, é um dos focos da minha gestão. Tenho trabalhado para solucionar gargalos históricos que impedem o setor de avançar. Nesse cenário, estou confiante de que a aviação regional será impactada positivamente. 

Falava-se em um plano de atrair turistas chineses para o Brasil. Há alguma novidade sobre isso? 

Cerca de 140 milhões de chineses viajam pelo mundo anualmente e a meta do Brasil, que hoje recebe apenas cerca de 61 mil, é aproximar-se deste mercado. Por isso, o Ministério tem realizado uma série de ações para simplificar a entrada dos viajantes chineses no País – a ampliação de três meses para cinco anos os vistos de turista com múltiplas entradas e o cadastramento de agências de viagem interessadas em receber turistas chineses no Brasil, entre outras. 

Também tenho tratado junto ao Ministério das Relações Exteriores a disponibilização do visto eletrônico para os chineses, uma medida de facilitação que beneficiará fortemente a atividade turística no País. Outro foco é a otimização de vistos entre Brasil e a Argentina para turistas de países longínquos, especialmente a China, para que a autorização seja válida nos dois países.

Diário do Nordeste
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments
Item Reviewed: Ampliação da aviação regional está entre prioridades do Ministério do Turismo Rating: 5 Reviewed By: SOBRAL EM FOCO