Publicidade

Publicidade
ÚLTIMA HORA

Bolsonaro manda ministro atrair projetos de dessalinização de água

Foto: Reprodução/AFP
O uso da tecnologia de dessalinização de água como meio de garantir a segurança hídrica em localidades atingidas pela estiagem será um dos carros-chefes do futuro governo federal no enfrentamento dos efeitos da seca no Nordeste. Jair Bolsonaro está empenhado em fechar parcerias com Israel, que detém esse conhecimento. Em janeiro, o futuro ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, visitará o país hebreu.

O astronauta deve visitar instalações de dessalinização de água. A técnica, segundo o presidente eleito, pode beneficiar o Nordeste. “Pretendemos ainda em janeiro construir instalação piloto para retirar água salobra de poço, dessalinizar, armazenar e distribuir para agricultura familiar, estendendo o projeto para mais localidades após testes e ajustes”, escreveu Bolsonaro no Twitter, rede social que tem usado com frequência mesmo durante o período de descanso na Ilha da Marambaia, área militar na Costa Verde do Rio onde passa o Natal.

Outra proposta anunciada é testar uma tecnologia israelense que produz água a partir da umidade do ar em escolas e hospitais da região. “Poderemos, inclusive, negociar a instalação de fábrica no Nordeste para venda desses equipamentos no nosso mercado”, adiantou o presidente eleito.

Nos últimos anos, o Nordeste, inclusive o Ceará, tem recebido tecnologia israelense para soluções em relação à escassez de água e para o desenvolvimento agrícola. Enfrentando uma grave crise interna, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, deverá faltar à posse de Bolsonaro. A presença do premiê no evento é vista como um dos principais trunfos do futuro mandatário na esfera internacional.

Ministros

Última trincheira do PT no País, o Nordeste deverá ganhar atenção especial do presidente eleito. A região foi a única em que Bolsonaro perdeu para o adversário Fernando Haddad (PT) nas eleições de outubro.

O candidato petista registrou 69,7% dos votos válidos no segundo turno. Bolsonaro ficou com 30,3%. Nenhum ministro da futura equipe nasceu no Nordeste nem no Norte. Ele já justificou que não perguntou o local de nascimento dos indicados para a Esplanada dos Ministérios.

Obras paralisadas

Além da tecnologia de dessalinização de água, está na mira do Governo a retomada de obras paralisadas das administrações petistas, como a transposição do Rio São Francisco e a construção de ferrovias, como a Transnordestina.

Enquanto aguarda o dia da posse, Bolsonaro ainda descansa e participou, ontem, de uma missa na base da Marinha na Restinga da Marambaia. Em fotos e vídeos divulgados pela sua assessoria, Bolsonaro aparece sentado em um dos bancos da igreja e posa para fotos com outros fiéis.

Após a missa, ele lanchou com militares na restinga. A igreja é frequentada pelos militares em serviço no local.

Na segunda-feira passada, a assessoria já havia divulgado fotos do presidente eleito lavando roupas, e antes disso, preparando um churrasco para os seguranças. Bolsonaro costuma divulgar fotos do seu dia a dia. Para especialistas, ele adota o visual simples como modelo de campanha.

Diário do Nordeste
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments
Item Reviewed: Bolsonaro manda ministro atrair projetos de dessalinização de água Rating: 5 Reviewed By: SOBRAL EM FOCO